Conservantes em cosméticos: tipos de conservantes, moléculas clássicas e novas tendências. Testes de eficácia de conservantes (Challengetest)

Apresentação:
Produtos cosméticos contêm, em sua formulação, componentes nutritivos, além de muito frequentemente possuírem alto teor de atividade de água, o que os torna susceptíveis à contaminação microbiana.

A contaminação altera a composição do produto, podendo causar efeitos adversos aos consumidores. Um produto cosmético colocado no mercado não deve causar riscos para a saúde humana.

Pesquisas no setor têm indicado um aumento nos índices de contaminação microbiana nestes produtos. Um dos aspectos que devem ser levados em conta diante deste problema, e que merece um olhar diferenciado é o tema dos conservantes.

Há uma variedade de moléculas que, tradicionalmente são utilizadas como conservantes.  Há, por outro lado, novas tendências resultantes de um mercado consumidor cada vez mais exigente quanto à qualidade dos produtos. Novas abordagens e novas moléculas estão sendo pesquisadas e introduzidas no mercado.

Importante conhecer desde as moléculas tradicionais, problemas de toxicidade versus eficácia, além das novas tendências, como hurdletechnology, ingredientes multifuncionais, o uso de extratos e óleos vegetais.

Objetivos:
O objetivo do curso é apresentar o cenário atual da questão da contaminação microbiana em produtos cosméticos e discutir a necessidade de conservação frente às novas tendências. Apresentação das metodologias para a avaliação da eficácia destes produtos.

Público-alvo:
O curso é destinado a microbiologistas que atuam em laboratórios de pesquisa e desenvolvimento e controle de qualidade da produção de cosméticos e outros profissionais interessados na questão da contaminação/preservação de produtos de cuidados pessoais.

PROFª.: MIRIAM DE FARIA LEMOS
CARGA HORÁRIA: 12 HORAS
FORMATO: ASSÍNCRONO (AULAS GRAVADAS)
TEMPO DE ACESSO: 40 DIAS
INVESTIMENTO: R$ 690,00